6 de jul de 2011

SESC ARARAQUARA VISITA PARAIBUNA

Em comemoração ao Dia Mundial do Meio Ambiente, estabelecido pela Assembléia Geral das Nações Unidas em 5 de junho de 1972, durante a Conferência de Estocolmo sobre o Homem e o Meio Ambiente e como proposta de conscientizar e expandir a percepção da população sobre a importância da preservação ambiental e das possibilidades que a natureza oferece, que podem ser desfrutadas de forma sensata e sustentável ( SESC Araraquara) foi feita uma visita a cidade de Paraibuna, em especial ao Sitio do Bello por 40 pessoas no dia 19 de junho.

Durante o passeio, os turistas de Araquara depois de seis horas de viagem, visitaram Centro Histórico da cidade, o Sitio do Bello e o Sítio JM.

Os turistas chegaram por volta das 12h em Paraibuna, foram conhecer o nosso Centro Historico, passaram pela Praça da Matriz e Loja do Artesão em seguida foram almoçar no Restaurante Chororão.

Após almoço, foram recepcionados por Douglas proprietário do Sitio do Bello, que falou um pouco da história da propriedade, em seguida o grupo foi dividido em dois grupos, o primeiro grupo fez o caminho mais longo passando pela Trilha Sucupira, podendo conhecer várias arvores nativas, terminando a trilha pelo pomar de frutíferas conhecendo algumas arvores de frutiferas como pitanga, acerola, jaracatiá, araçá, sempre acompanhados pelos monitores Pedro, Elaine e o proprietário do sítio Douglas Bello.

O segundo grupo passou por uma trilha mais curta e conheceram as árvores de frutas como pitanga, acerola, jaracatiá, framboesa e amora, acompanhados pelos monitores Larissa, Susi, e o Donizete que trabalha no sítio.

No fim da tarde seguiram para o Sitio JM, onde o proprietario Messias Rodolfo contou um pouco da história de seu Sitio e foram convidados a tomar um deliciosa Café Caipira ao Som da viola de Ronni dos Santos.

Após o café alguns turistas puderam andar a cavalo e até de carro de boi, para finalizar a visita conheceram um pequeno Espaço de Memória do Sitio que guardas objetos antigos da Familia do proprietário.

Texto: Elaine Cristina Nogueira

Nenhum comentário:

Postar um comentário