25 de nov de 2014

PASSEIO SESC IPIRANGA- CHÃO CAIPIRA BRASILEIRO QUE NEM EU

Dentro do  “Projeto Brasileiro que nem eu” o Instituto H&H Fauser recebeu a visita da Unidade SESC Pinheiros no dia 25 de outubro de 2014, participaram desta visita 38 pessoas e mais 1 guia.
 Fizeram a recepção deste grupo  Elaine Nogueira, Susanne  e os jovens Lucas Rogério, Diana D` Arc  e o Sr.  Otavio Fonseca, grande conhecedor da Cultura Caipira de Paraibuna.
O dia teve inicio  no Mercado Suzana onde foram recebidos com um “Café Caipira” servido no fogão a lenha.

Logo após foi feito um bate papo com os turistas: Elaine Nogueira falou sobre o Instituto H&H Fauser e sobre o trabalho com turismo que vem sendo desenvolvido pelo Instituto na cidade desde 2008.


Em seguida Suzana proprietária do local falou sobre sua paixão pela culinária, seus negócio e sobre suas origens mineiras.
Em seguida o grupo rumou para o  City Tour, guiados pela Turismóloga Elaine Nogueira, a  primeira parada foi na Bica D`Aguá


onde se contou um pouco sobre a História de Paraibuna,  logo após seguiram para  Mercado Municipal, onde provaram o delicioso “Pastel do Manezinho”.


Neste dia o grupo Chão Caipira estava fazendo uma apresentação musical, os turistas tiveram a chance e dançar ao som da viola caipira.
Passearam pela Praça da Matriz, seus Casarões e a Fundação Cultural Benedito Siqueira e Silva.
Logo após conheceram a Praça do Rosário e ouviram a historiados três prédios: Instituto Santo Antônio, Santa Casa de Misericórdia e Igreja N. Sra. do Rosário.
Para finalizar o período da manhã o grupo foi almoçar no Restaurante Caete mais uma opção de atrativo não somente como alimentação, mas também pelo espaço muito agradável.
Neste dia também puderam ouvir as declamações do Poeta de Paraibuna “ Joyce”.


No período da tarde o grupo conheceram o Sitio do Bello. Ao chegar ao Sitio foram  recebidos por Donizete, gerente da propriedade que apresentou a mesa de frutas.


Depois passearam pela  Trilha Sucupira, fizeram algumas dinâmicas de vivencias na natureza.


Tiveram também a chance de andar pelo pomar de frutíferas experimentando algumas frutas da época.
Para finalizar o dia conheceram o Sitio JM, onde foram recebidos pelo proprietário Messias, com um cafezinho caipira e que  falou sobre suas ideias, projetos e sua vontade de trabalhar com alimentação servindo uma comida típica da região.


 Texto: Elaine Nogueira 
 Fotos: Diana D` Arc  

Nenhum comentário:

Postar um comentário