21 de set de 2016

CURSO DE GESTÃO E EDUCAÇÃO AMBIENTAL E MOBILIZAÇÃO SOCIAL- (CBH-PS) 7º MÓDULO

No dia 17 de setembro de 2016, o Instituto H&H Fauser organizou 7º Módulo do Curso de Gestão e Educação Ambiental da Câmara Técnica de Educação Ambiental e Mobilização Social (CT-EAMS) organizado pelo Comitê de Bacias Hidrográficas do Paraíba do Sul (CBH-PS), onde estiveram presentes 28 pessoas.
O curso iniciou-se na cidade, na Casa de Agricultura de Paraibuna com a palestra de Carlos Alberto da Silva Filho que falou sobre os pré-testes e falou sobre o tema "Desenvolvimento Sustentável no Meio Rural".


  Em seguida Elaine falou sobre o Projeto “João Rural” selecionado pelo Governo do Estado de São Paulo, que tem como objetivo a preservação e publicação do acervo a partir de criação de site como ferramenta de pesquisa para educadores, estudantes e pesquisadores em geral, valorizando a cultura típica caipira, sua gastronomia, história, tradições, festas, modo de vida e expressões artísticas (Parte do material pode ser acessada no site da TV Chão Caipira –Visite www.chaocaipira.org.br). Logo após foi apresentado o vídeo “ZOIO BÃO”  que conta a historia de um caipira em busca da nascente do Rio Paraíba do Sul.


Logo após o jovem Pedro Técnico em Meio Ambiente, falou sobre a Prática de Educação Ambiental na formação de multiplicadores do Programa de Jovens - Meio Ambiente e Integração Social (PJ-MAIS) da Reserva da Biosfera do Cinturão Verde da Cidade de São Paulo –(Jovem do PJ-MAIS) e sobre o projeto “Viveiro Escola Raiz do Aprender” que se tornou instrumento de Políticas Públicas no município.
No período da tarde o grupo almoçou no Sitio JM, onde foi servido um almoço maravilhoso, regado por sucos e sobremesas.



Em seguida foi feita a visita no Sitio do Bello . A visita contou com a monitoria feita pelo jovem Pedro Barbosa, acompanhado do responsável pelo sitio o funcionário Donizete, durante a visita conheceram o viveiro de mudas e conheceram a Trilha Sucupira.



No Sítio JJ à monitoria foi feita pelo proprietário José Joaquim mais conhecido como Jotinha, que contou a história do sítio e como é feito o processo de fabricação do melado. Ao final da monitoria foi aberto um ponto de vendas.




Texto: Elaine Nogueira

Nenhum comentário:

Postar um comentário